fbpx

Ludwig von Mises

Muito mais do que um eminente economista, Ludwig von Mises era versado em psicologia, direito e política, mas sua energia intelectual era direcionada a um objetivo: liberdade. Responsável por ideias liberais que influenciaram e que continuam influenciando muitas pessoas.

Um irredutível defensor da liberdade individual do século XX, Mises acreditava que o desenvolvimento econômico e social não vinha da intervenção Estatal, mas das ações desimpedidas dos cidadãos, comprando, vendendo e produzindo em um livre mercado.

O extenso trabalho de Mises vem anualmente ganhando suas edições traduzidas no Brasil e, atualmente, já podem ser encontradas em diversas livrarias. Sua obra mais importante foi Ação Humana, publicado pela primeira vez em 1949, o livro compila todo seu pensamento.

Grande crítico da expansão de crédito e dos gastos do governo, ele relacionava essas políticas à inflação. Andando pelas ruas da Áustria, ele apontava o motivo da hiperinflação ao passar em frente à casa da moeda, onde era possível escutar o som das impressoras trabalhando de forma ininterrupta a qualquer hora do dia.

Desenvolveu a praxeologia, que segundo ele é o estudo dos fatores que levam as pessoas a atingirem seus propósitos, e a cataláxia, que busca demonstrar como o mercado fixa os preços e as taxas de troca em um ambiente de ordem espontânea.

Professor de Friedrich von Hayek, Mises desenvolveu com seu pupilo a teoria dos ciclos econômicos, abrindo caminho para o Nobel que Hayek viria a receber um ano após o seu falecimento, em 1974.

Nos últimos anos as ideias da liberdade vêm ganhando cada vez mais força no país. Essa mudança na mentalidade do brasileiro faz do Brasil o único país onde Ludwig von Mises é mais procurado que Keynes no google.

O NOVO, assim como Mises, acredita que a liberdade é a força motriz da prosperidade.

Receba nossas

novidades por

email