fbpx

Prefeitura de Joinville lança plano de enfrentamento ao Coronavírus

14 de janeiro de 2021

Na manhã desta quinta-feira, 14/01, o governo de Adriano Silva lançou o plano “Joinville na luta contra o coronavírus”. Trata-se de uma força-tarefa da gestão municipal, com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia na cidade de forma responsável, ágil e eficaz.

Em seu lançamento, o plano traz informações importantes sobre dois eixos fundamentais: saúde, com detalhamento sobre o início da vacinação em Joinville, e educação, com foco na volta às aulas da rede municipal.

“Nosso compromisso é viabilizar as condições necessárias para que a população possa retomar suas rotinas de forma segura”, destaca o prefeito.

O plano será complementado e atualizado constantemente e todas as novidades serão disponibilizadas de forma didática e explicativa para a população no site http://joinville.sc.gov.br/coronavirus.

SAÚDE

A Secretaria da Saúde de Joinville está estruturada para começar a vacinação na cidade. O detalhamento das ações está no “Plano para a vacinação contra o coronavírus em Joinville”. O documento prevê que o início da primeira etapa de imunização seguirá a data a ser definida pelo Ministério da Saúde, responsável pela compra e distribuição das vacinas aprovadas pela Anvisa aos municípios.

A cidade contará com as 53 salas de vacinação existentes, além da Central de Imunização de Joinville, que será instalada no Centreventos Cau Hansen. O acesso à vacina poderá ser feito sem agendamento nas salas de vacinação ou com atendimento marcado pelo site para quem for utilizar o Centreventos. Todas as salas existentes contam com unidades de conservação padrão. Além disso, outras 35 unidades já foram compradas pela Prefeitura.

A expectativa é vacinar aproximadamente 112 mil pessoas na primeira etapa, que conforme previsto no Plano Nacional de Imunização (PNI), contemplará quatro fases: 1) imunização dos profissionais de saúde, idosos acima de 75 anos, idosos acima de 60 anos institucionalizados (que vivem em casas de repouso) ou acamados e população indígena; 2) idosos com idade entre 60 e 74 anos; 3) pessoas que apresentam comorbidades previstas no PNI; e 4) professores, profissionais das Forças de Segurança e do Sistema Prisional.

Os insumos necessários para a aplicação das duas doses por pessoa contemplada na primeira etapa já estão garantidos. Hoje, a Secretaria da Saúde conta com estoque de 190 mil seringas e agulhas destinadas especialmente para a imunização contra a Covid-19. Outras 200 mil unidades já foram compradas e estão em processo de entrega.

EDUCAÇÃO

O “Protocolo seguro de volta às aulas da Rede Municipal de Ensino de Joinville”, que inclui escolas municipais e centros de educação infantil, prevê o retorno dos professores no dia 3 de fevereiro. Já os alunos retomam as atividades na segunda-feira seguinte, 8 de fevereiro.

A carga horária será mantida, mas as salas de aula vão contar com, no máximo, 50% da capacidade de alunos presenciais. Além disso, todas as unidades vão seguir rigorosas medidas de segurança, como aferição da temperatura, uso de máscaras, higienização frequente das mãos e merenda servida em porções individuais.

A retomada vai acontecer em esquema de revezamento semanal. Cada turma será divida em dois grupos: enquanto o primeiro tem aulas na unidade de ensino, o segundo receberá atividades para estudar em casa.

Servidores do grupo de risco previsto na legislação vão permanecer em atividades no modelo remoto. A Secretaria de Educação monitora diariamente a situação da pandemia na cidade, por isso o protocolo é um documento que pode ser moldado rapidamente para as necessidades de combate à doença.

Receba nossas

novidades por

email