Por que o Chile fica cada vez mais rico que o Brasil?

Por que o Chile fica cada vez mais rico que o Brasil?

Compartilhar

No começo da década de 1990 o Chile ultrapassou nossa renda per capita e atualmente é o país mais rico da América do Sul, com as menores taxas de pobreza. E como isso foi possível?

O Chile começou um processo de liberalização da economia e de reformas décadas atrás. Enquanto isso, seguimos o caminho contrário: um modelo de Estado interventor, controlador e que fechou o Brasil para o mundo.

 

Eles entenderam que são as pessoas que fazem a economia se desenvolver. O Chile já ocupa o primeiro lugar na América Latina no Ranking de Liberdade Econômica e o 18º em todo mundo. No nosso vizinho, para se abrir uma empresa demora-se apenas 11 minutos. Já no Brasil, em média, 79 dias. Uma ampla reforma trabalhista, tornou mais fácil trabalhar e gerar empregos, décadas antes de realizarmos a nossa tímida reforma em 2017.

 

O governo chileno colocou a responsabilidade fiscal como uma prioridade. Gastando dentro de um orçamento, os impostos são menores e a dívida do governo em relação ao PIB quase 4 vezes menor que a nossa. Menos dinheiro para o governo significa mais dinheiro para o cidadão.

 

Nossos vizinhos abriram a economia para o mundo, com acordos comerciais com diversas potenciais, aumentando as exportações e tendo acesso a produtos melhores e mais baratos para a população. Foram 62 acordos nos últimos 15 anos. Por aqui no Brasil, apenas 3.

 

Em 1990 o Banco Central Chileno já era independente, enquanto por aqui ainda estamos discutindo propostas para a independência de nosso Banco Central.

 

A urgente Reforma da Previdência brasileira ainda tramita no Congresso enquanto no Chile, já está em prática o sistema de capitalização há mais de 30 anos. O projeto no Congresso brasileiro não prevê mais a possibilidade de um sistema de capitalização. O sistema chileno passa agora por aperfeiçoamentos. Enquanto nosso sistema é uma fonte de despesa gigantesca para toda a sociedade, por lá serve como fonte de recursos para investimentos, contribuindo para baixas taxas de juros e fácil acesso ao crédito.

 

Ao liberar a economia para o setor privado, o Chile cresceu e o Estado chileno pode se dedicar a ações sociais, como o combate à pobreza extrema.

 

A resposta para a pergunta de por que o Chile fica cada vez mais rico que o Brasil é simples: estamos muito atrasados. Nosso vizinhos colocam em prática há décadas políticas públicas que levaram ao desenvolvimento de todos os países que as aplicaram, enquanto no Brasil não conseguimos avançar, muitas vezes, nem mesmo nas discussões. E é isso que o NOVO quer mudar.

Foto: Jose Luis Stephens/Eyleem/Getty Images