fbpx

Os Estados Unidos ficaram ricos por causa do protecionismo econômico?

No século XIX, especialmente na sua segunda metade, os EUA tiveram altas tarifas de proteção comercial. Teria sido essa a causa do grande crescimento econômico americano à época, que transformou o país na maior economia do mundo?

A resposta é não. No mesmo período, países da América Latina tinham um grau de proteção parecido ou ainda maior, e nenhum deles se desenvolveu. Altas tarifas de proteção não foram uma exclusividade dos EUA ao longo do século XIX.

Existem muitos outros fatores que fornecem melhores explicações para esse fenômeno.

🟠 Instituições

A Revolução Americana foi uma das primeiras revoluções liberais da história. De lá pra cá, as instituições dos EUA evoluíram sem golpes de Estado e rupturas institucionais.

A sociedade foi blindada do poder arbitrário dos governantes. Todos se tornaram iguais perante a Lei, houve inovações na garantia dos direitos de propriedade e de contratos.

Enquanto em vários lugares do mundo – incluindo o Brasil – a forma mais fácil de obter renda era tendo boas conexões políticas, nos EUA as regras eram organizadas de tal forma que o modo mais fácil de conseguir isso era inovando e produzindo melhor.

Nos EUA do século XIX, lucros e prejuízos dependiam do quanto cada negócio atendia às necessidades da sociedade. Novos bens e serviços e melhores métodos de produção eram recompensados no mercado com lucro, quem ficava para trás era punido com prejuízo. Na mesma época, as instituições forneciam incentivos muito diferentes na maior parte do mundo: para enriquecer bastava se apropriar do estado e obter privilégios.

🟠 Educação

Os EUA, ainda na época das treze colônias, já tinham uma taxa de analfabetismo muito mais baixa que a maioria dos países europeus.

Em 1920, 94% da população dos Estados Unidos já era alfabetizada. Em 2020, 93% da população brasileira é alfabetizada.

🟠 Poupando para investir

Além das instituições, que forneceram os incentivos adequados para se trabalhar e empreender e da excelente educação, a alta taxa de poupança fez com que o estoque de máquinas, ferramentas e estruturas crescesse a uma taxa de 5,5% ao ano nos EUA entre 1870 e 1913, muito elevada para o período.

É fácil encontrar ao longo da história países com altas barreiras protecionistas. Porém, poucos seguiram o caminho dos EUA de desenvolver boas instituições, educação e poupança.

São esses pontos que explicam o crescimento dos EUA. Eles se desenvolvem não pelo protecionismo, mas apesar dele.

Receba nossas

novidades por

email