fbpx

Revolução Gloriosa: a revolução liberal que mudou o mundo

Por que a Revolução Industrial começou na Inglaterra e não em qualquer outro país?

Este complexo processo não foi obra do acaso. Grande parte é explicada pela Revolução Gloriosa, iniciada 1688. Uma revolução pouco conhecida, que não derramou sangue e teve papel fundamental para definir o mundo que vivemos hoje.

Apesar das restrições à autoridade do Rei inglês, previstas na Carta Magna de 1215, e de haver um Parlamento eleito desde 1295 na Inglaterra, o Reino percorreu um longo caminho até que de fato o poder da Coroa inglesa fosse limitado e o parlamento tivesse autoridade. Durante séculos o poder Real permaneceu absoluto.

Após décadas de instabilidade no século XVII, o parlamento inglês firmou um acordo histórico com Guilherme de Orange, genro do Rei que governava à época. Eles destituíram o monarca sem derramar uma gota de sangue. Os poderes do novo Rei foram fortemente limitados e transferidos para o parlamento.

Foi assinada a Bill of Rights, que definiu a estrutura do sistema de monarquia parlamentar na Inglaterra, prevendo que “o rei reina, mas não governa”, que vigora até hoje. Foram estabelecidos direitos individuais, direito à propriedade privada, a autonomia do Poder Judiciário, a liberdade de imprensa, a liberdade de expressão e a proibição de impostos excessivos e punições cruéis. Estas ideias influenciam o mundo até hoje.

As ideias de respeito à vida, à liberdade e à propriedade do filósofo liberal John Locke influenciaram o novo regime instalado após a Revolução Gloriosa.

Diversos grupos passaram a ter mais acesso ao poder de influenciar nas políticas públicas, surgindo um modelo com instituições que serviam à população, garantido liberdade individual e econômica.

Privilégios comerciais e isenções fiscais da nobreza e do clero foram abolidos. Barreiras alfandegárias e às atividades econômicas – como as guildas, corporações que regulavam processos produtivos e profissões – derrubadas. Monopólios foram destituídos. Abria-se espaço para o livre comércio.

Com os direitos individuais garantidos, e livres do poder da Coroa de confiscar terras, tomar rendas, impor novos impostos, havia maior segurança, estabilidade e previsibilidade aos cidadãos. Dessa forma, era possível empreender, trabalhar e gerar renda sem o temor de suas propriedades e riquezas serem confiscadas, como eram no período da monarquia absolutista.

A Revolução Gloriosa criou as bases para um sistema político e econômico que estimulava indivíduos a investirem, inovarem e buscarem melhorar a qualidade de suas vidas. Assim, a Inglaterra se desenvolveu e em pouco tempo se tornou a maior potência do mundo. Nas décadas seguintes, e até hoje, a Revolução Gloriosa influenciou os sistemas políticos e econômicos de todo o mundo, garantindo liberdade e desenvolvimento.

Infelizmente, até hoje parte das instituições brasileiras não seguiram o exemplo inglês de séculos atrás, limitando liberdades e dificultando a vida de quem quer empreender e trabalhar. Conte com o NOVO para mudar essa realidade e seguir o exemplo dos países que deram certo.

Receba nossas

novidades por

email