fbpx

Bancada do NOVO votará a favor da MP 870 que reduz ministérios e deixa COAF com Moro

22 de maio de 2019

No último dia 16/05, líderes de partidos do centrão se opuseram à ideia de votar Medidas Provisórias urgentes para o governo, entre elas, a MP 870, que enxugou o números de ministérios. Na ocasião, os partidos de centro haviam definido a recriação das pastas da Integração Nacional e Cidades, como uma forma de dialogar com o governo.

 

Outra mudança aprovada na Comissão Especial da MP 870 pelos partidos de centro foi a transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia. O Coaf tem como missão produzir inteligência financeira e conter a lavagem de dinheiro, a ocultação de patrimônio e o financiamento de atividades criminosas ou terroristas. A missão de “seguir o dinheiro” torna o órgão estratégico para ministro da Justiça e da Segurança Nacional, Sérgio Moro, que tem se manifestado publicamente sobre o desejo de que o Coaf permanecesse sob sua pasta.

 

A medida passa pelo plenário da Câmara dos Deputados e do Senado antes de entrar em vigor, e a Bancada do NOVO já declarou que votará a favor da MP 870, sem alterações, como foi decretada no início do governo, ou seja, com 22 ministérios e o COAF integrando o ministério de Sergio Moro.

 

#NOVOnaPrática

 

Foto: Wikimedia Commons

 

Receba nossas

novidades por

email