POR QUE O NOVO?

NOSSOS VALORES

LIBERDADES INDIVIDUAIS COM RESPONSABILIDADE

Acreditamos no valor fundamental das liberdades individuais, incluindo direitos e deveres.

Acreditamos no valor fundamental das liberdades individuais, incluindo direitos e deveres. Que as pessoas só evoluem quando têm liberdade, com direito de escolha e sejam responsáveis pelas consequências de seus atos. Não podemos continuar deixando o Estado escolher o que é melhor para nós, com a desculpa de estar nos “protegendo”.

INDIVÍDUO COMO ÚNICO GERADOR DE RIQUEZAS

Os recursos do Estado devem ser sempre oriundos dos impostos pagos pelos indivíduos. Os serviços públicos ofertados nunca são gratuitos.

Não existe almoço grátis. O governo faz dar a impressão que o que ele nos oferece é gratuito e sendo grátis temos pouco direito de reclamar. Isso é uma mentira, afinal, o Estado não gera riqueza, ele só retira a riqueza que nós produzimos, através dos impostos.

TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI

O NOVO defende com vigor o princípio da igualdade. Respeitamos uma hierarquia de normas e um sistema institucional no qual todo e qualquer indivíduo é submetido ao direito e às leis de forma isonômica e sem privilégios.

LIVRE MERCADO

Acreditamos que no livre mercado - onde as trocas são feitas de maneira espontânea - os serviços são melhores do que aqueles ofertados pelo Estado, dados os mesmos custos.

Concorrência e trocas voluntárias são a melhor defesa do consumidor. Sem estatismo nem privatização de compadres.

O INDIVÍDUO COMO AGENTE DE MUDANÇAS

As mudanças e reformas que queremos promover têm o indivíduo, através da sua atuação e do voto consciente, como principal responsável. O direito de criticar deve ter como contrapartida o dever de participar.

Devemos ser os protagonistas da nossa vida, e não esperar pela ajuda do governo, somos nós, individualmente, que faremos a mudança. Esse princípio está na origem da formação do NOVO.

VISÃO DE LONGO PRAZO

O NOVO acredita que é necessário resgatar a cultura e o pensamento de longo prazo na administração pública. As oportunidades, desafios e vocações de um país devem ser avaliados por uma perspectiva de tempo que ultrapasse as próximas eleições. É dever do gestor público não onerar as futuras gerações.

Uma instituição que pensa nas próximas gerações, não nas próximas eleições. Estruturamos o NOVO para que, independente de quem o esteja presidindo, nossos valores e diferenciais permaneçam imutáveis. Iremos sempre fazer o certo, sem atalhos.

Faça parte de uma instituição que tem como objetivo tornar o Brasil um país admirado!