fbpx

27 anos do Plano Real

Hoje, o Real completa 27 anos. É a mais duradoura e estável de todas as moedas que o Brasil já teve. Como diz Gustavo Franco, um dos criadores do Plano Real e filiado ao NOVO, até hoje é difícil conseguir trocar uma nota de R$100,00.

▶️ Meio século de inflação e 8 moedas diferentes

De 1942 a 1994, entre a criação do Cruzeiro e a fundação do Real, o Brasil teve a maior inflação acumulada do mundo e a maior quantidade de moedas: foram 8 padrões diferentes, com muitos cortes de zero. É depois dos anos 80, porém, que a inflação brasileira se torna incontrolável. Entre janeiro de 1980 e junho de 1994, a alta acumulada nos preços foi de 11 trilhões por cento.

▶️ O imposto inflacionário

A inflação funciona como um imposto: para gastar mais, o estado desvaloriza a moeda em posse da população e reduz seu poder de compra. Esse mecanismo é conhecido como imposto inflacionário. O imposto inflacionário é regressivo, pois os mais pobres não costumam ter conta em banco para se proteger da inflação com juros e correção; além de antidemocrático, por não passar pelo Congresso Nacional.

▶️ Brasil às vésperas do Real

Em junho de 1994, às vésperas do lançamento do Plano Real, a inflação era de 47% ao mês. Isso significava, quase sempre, subidas diárias nos preços dos produtos básicos. Por conta da inflação e do imposto inflacionário, os salários dos brasileiros eram corroídos dia após dia, jogando milhões na pobreza e na miséria.

▶️ Resultados do Real

Então veio o Plano Real. Como visto na imagem abaixo, a inflação mensal despencou de quase 50% para menos de 2%. No ano seguinte, em 1995, o Brasil registrou uma inflação mensal média de 1,7%, ou 22% ao ano. Desde então, apenas em 2 anos ela ultrapassou os dois dígitos anuais. Em 2020, tivemos uma inflação anual de 4,5%.

▶️ Impactos na pobreza

Com a estabilidade dos preços e a supressão do imposto inflacionário, a pobreza despencou. Entre 1993 e 1995, 10 milhões de brasileiros saíram da pobreza extrema pela métrica mais baixa do Banco Mundial, de $1,9 por dia ponderado pelo poder de compra. Nada na história brasileira retirou tanta gente da pobreza em tão pouco tempo quanto a estabilidade da moeda.

▶️ A importância da estabilidade

Uma inflação controlada é fundamental para o desenvolvimento de um país. Além de evitar os efeitos nocivos do imposto inflacionário sobre os mais pobres, uma moeda estável dá previsibilidade quanto aos preços, tornando mais eficientes as decisões de investimento do setor privado. Toda a economia funciona melhor.

Por isso, o NOVO defende que o controle da inflação seja sempre prioridade. Parabenizamos toda a equipe que participou da elaboração e execução do Plano Real. Em especial, nosso filiado Gustavo Franco que participa ativamente do NOVO desde 2017 e liderou a elaboração do plano de governo presidencial de João Amoêdo em 2018.

Receba nossas

novidades por

email