fbpx

Com voto favorável da bancada do NOVO, Alerj aprova por unanimidade o afastamento do governador Wilson Witzel

25 de setembro de 2020

O plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou no último dia 23, o encaminhamento do processo de impeachment do governador afastado do Rio, Wilson Witzel (PSC), ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

A decisão foi unânime —69 deputados votaram de maneira favorável à continuidade do processo que pode levar Witzel à saída definitiva do cargo.

Os parlamentares aprovaram o relatório produzido pela Comissão de Impeachment da Alerj que aponta supostas irregularidades cometidas por Witzel em compras e renovações de contratos para a área da saúde durante a pandemia do coronavírus.

Antes do governador manifestar a sua defesa, os parlamentares do discursaram sobre o processo de impeachment. Os deputados do NOVO Alexandre Freitas e Chicão Bulhões fizeram duras críticas à condução do mandato e às denúncias de supostas irregularidades em compras e renovações de contratos para a área da saúde durante a pandemia do coronavírus.

Após o recebimento do documento pelo Tribunal de Justiça, o governador Witzel passará a ficar “duplamente afastado”, porque ele já havia sido afastado do cargo por 180 dias pelo Superior Tribunal de Justiçano final de agosto.

Witzel terá até seis meses para oferecer suas alegações a um tribunal misto composto por cinco deputados e cinco desembargadores, que poderá decidir ou não pelo impeachment.

Imagens: Sessão plena Alerj/Youtube

Receba nossas

novidades por

email