Camozzato defende concessão de parques simulando diálogo com fantoches

Camozzato defende concessão de parques simulando diálogo com fantoches

Compartilhar

Tramitou na Câmara Municipal de Porto Alegre um projeto de concessão de parques e praças, permitindo à iniciativa privada a gestão, conservação e explorá-los economicamente.

 

Durante a votação que ocorreu na última quarta-feira (10), parlamentares de oposição ao projeto criaram confusão em torno do tema. Segundo o vereador do NOVO, Felipe Camozzato, os vereadores do PT e do PSOL não sabiam (ou fingiam que não sabiam) a diferença entre privatização e concessão, e saíram disseminando mentiras para tentar impedir a aprovação.

 

Camozzato resolveu então usar o seu tempo na tribuna para fazer um discurso inusitado em defesa do projeto, transformando luvas de cozinha em fantoches, simulando um diálogo, como em um teatrinho.

 

 

“Resolvi ser mais didático e usei fantoches para explicar o que é e o que não é uma concessão. Quem sabe assim eles não aprendem?”, declarou o vereador.

 

Ao final da sessão o projeto de concessão de parques e praças de Porto Alegre foi aprovado por 24 votos a 12.

A lei aprovada segue para sanção da prefeitura.